Dia de Los Muertos: festa no México.

Morte: tá aí uma coisa com a qual não sabemos lidar muito bem. Aqui no Brasil, o Dia de Finados é dedicado a lembranças e orações aos entes queridos que já se foram, e o feriado tem clima de saudades e melancolia.

Já no México, a coisa é bem diferente. O 2 de novembro é celebrado com alegria, música, fantasias e muita festa. Segundo a tradição, os mortos visitam a terra uma vez por ano e são recebidos pela família com o que mais gostavam em vida. Altares são montados com fotos cercadas de comidas, bebidas, flores, velas e incensos na noite de 31 de outubro. O dia 1º é dedicado às almas das crianças, e dia 2 às dos adultos.

Para o povo mexicano, cair no esquecimento é a pior coisa que pode acontecer a alguém. Por isso, a celebração do Dia dos Mortos é uma maneira de manter a memória viva e de honrar os antepassados. Essa tradição mistura elementos católicos e rituais ancestrais dos povos pré-colombianos. Em 2003, o Dia de Los Muertos foi declarado um Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela Unesco.

Conheça alguns símbolos da festividade:

Caveiras

zapa017-imagemtexto1

 

A mais famosa é a personagem “La Catrina”, obra de José Guadalupe Posada. Ela é relacionada a celebrações de culturas pré-hispânicas, que eram presididas pela deusa Mictecacíhuatl, conhecida como “Dama de La Muerte”.
Além desta “caveira mãe”, as caveiras estão presentes em ilustrações, artesanatos e até em doces. As “calaveras de dulce” são doces feitos somente de açúcar que levam o nome do morto.

Altares e oferendas

zapa017-imagemtexto2

 

A decoração dos altares é cheia de simbolismos: as oferendas são uma maneira dos familiares mostrarem seu amor pelos mortos; cada “andar” do altar significa um estágio pelo qual a alma passa antes de chegar ao céu; as flores representam a passagem da alma ao mundo dos mortos;  as velas e incensos servem para guiar e purificar as almas e espantar espíritos malignos.

Pan de Muertos

zapa017-imagemtexto3

 

É um pão doce adornado e polvilhado com açúcar. É comumente colocado nos altares e muito associado à celebração de Dia dos Mortos, por isso só é consumido nesta época do ano.

É certo que os mexicanos têm uma maneira de encarar a morte bem diferente da nossa, mas nada nos impede de aprender com eles e apreciar sua cultura, não é mesmo? Até a próxima!

 

Categorias: Cultura
Desenvolvido por